filme

Sinopse

O documentário (dis)location – Sampa, foi realizado no centro histórico de São Paulo em 2010 com câmera digital e Super 8.  O filme traça o ritual diário de três trabalhadores nesta região histórica ao apreender a miríade complexa dos sistemas econômicos que coexistem, definem e transformam o espaço geográfico do centro.  Ana Cecília, uma imigrante ilegal equatoriana de 32 anos de idade que trabalha como vendedora de artesanato nas ruas de São Paulo.  Valdemar, um senhor brasileiro de 66 anos de idade, que chegou ainda jovem do interior, trabalha como carroceiro, um tipo de carregador, reciclador, observador do centro da cidade.  Outra personagem é Seu Carlos, um zelador de 52 anos de idade, que trabalhou durante 30 anos no edifício histórico Lutetia como operador do antigo elevador do anos 1920.  A jornada de navegação pelos mapas, desenhados a mão, com o objetivo de descobrir a vida em outras realidades geográficas, faz parte da proposta artística na qual o projeto (Dis)location se baseia.  Esta jornada se move através do passeio pelos espaços quotidianos onde as narrativas que se deslocam revelam histórias pessoais e coletivas interessantes, ao mesmo tempo em que descrevem o cenário social de uma das grandes metrópoles da América do Sul.

Créditos

Personagens - Ana Lema, Carlos Alberto Gomes, Valdemar Romão da Silva
Direção, Câmera, Som Local, Edição – Sarah Shamash
Assistente de Produção - Luciano de Souza Gonçalves
Som e Mixagem -  Inaam Haq
Tradução – Yom Shamash e Esther Kuperman

Agradecimentos especiais

Sobhi Al-Zobaidi, Lucas Bambozzi, David Brisbin, Alex Mackenzie, Rachel Mascarenhas, Alex Pilis, Karina Polycarpo (FAAP), Marina Roy, Eve Shamash, Stephen Wichuk (Animação na Purple Thistle), Trabalhadores da residência FAAP, Exclusive Film & Video, Canada Council for the Arts Travel Grants.